Governo espanhol analisa reforma da lei do aborto

O ministro do Interior espanhol, Jorge Fernández Díaz, confirmou hoje que a reforma da lei do aborto vai ser analisada na sexta-feira na reunião do Conselho de Ministros.

"O anteprojeto de lei vai ser apresentado amanhã ao Conselho de Ministros. Já foi distribuído aos Ministérios. Do seu conteúdo não devem nem posso dizer nada mais", disse a jornalistas em Madrid.

Mariano Rajoy, presidente do Governo espanhol, tinha anunciado no início deste mês que o Conselho de Ministros analisaria o polémico diploma antes do final do ano.

Ana Mato, ministra de Saúde, Serviços Sociais e de Igualdade, disse que o texto irá em linha com o programa eleitoral do PP, inclusive no que toca à proteção de menores.

O ministro da Justiça espanhol prometeu tornar a lei do aborto mais rígida, eliminando a lei aprovada pelo anterior executivo.

A lei, aprovada pelo Governo socialista em 2010, permite o aborto até às 14 semanas de gravidez ou, em caso de risco de saúde para a mãe ou de deficiência grave do feto, até às 22 semanas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG