Espanha continuará beneficiária do orçamento europeu

Espanha vai manter-se como beneficiária líquida do orçamento da União Europeia (UE) para os próximos sete anos, com uma ajuda liquida equivalente a 0,15% do PIB, segundo fontes do Governo espanhol.

As contas foram feitas no âmbito da última proposta para o orçamento da UE para 2014-2020 apresentada pelo presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, segundo as mesmas fontes.

O saldo líquido para Espanha será assim idêntico ou até ligeiramente superior ao do atual período (2007-2013), melhorando assim as expectativas iniciais do Governo espanhol, que davam praticamente como certo que o país passaria a ser contribuinte líquido para os cofres comunitários.

Fontes do Governo explicam que a proposta avançada por Van Rompuy aumenta as ajudas totais a Espanha em cerca de 1.500 milhões de euros, face à proposta anterior.

Por um lado reduz em 1.000 milhões de euros o apoio específico para as regiões, de 2.800 milhões para 1.800 milhões, mas a queda é compensada em parte através do novo fundo de combate ao desemprego juvenil - Espanha espera receber 925 milhões de euros - e por outros apoios ao desemprego -- mais 900 milhões de euros.

Espanha receberá ainda um apoio extra de 500 milhões de euros para o desenvolvimento rural.

Finalmente, Espanha beneficia ainda de uma redução total de 3.500 milhões de euros na sua contribuição para o orçamento da UE.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG