Escândalo de pornografia infantil atinge governo

O ex-deputado social-democrata (SPD) Sebastian Edathy, de 44 anos, é suspeito de ter comprado imagens pornográficas com menores na Internet. A notícia foi avançada esta quinta-feira, uma semana depois de ter renunciado ao cargo.

Na terça-feira, a polícia fez buscas nas duas casas do ex-deputado e nos seus escritórios, revela o El País. Mas, de acordo com o diário de Munique Süddeutsche Zeitung, apenas terá encontrado um computador e discos rígidos vazios.

Edathy, que se encontra fora da Alemanha de momento, já negou a acusação. A emissora pública regional NDR, cita fontes próximas do suspeito ao qual este negou ter eliminado quaisquer provas possíveis. Apenas terá eliminado assuntos parlamentares relacionados com o trabalho que exercia.

O semanário Der Spiegel refere que as pistas contra Edathy surgiram de uma investigação a um portal canadiano onde se pode comprar pornografia infantil.

Num comunicado emitido esta quinta-feira, Thomas Oppermann, líder social-democrata, revelou saber das suspeitas que pairavam sobre o colega desde outubro, através de um aviso do então Ministro do Interior, Hans-Peter Friedrich (CDU). Em outubro, o SPD e o partido da chanceler Angela Merkel estavam em negociações para formar um governo de coligação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG