Erich Priebke sepultado no cemitério de uma prisão

O criminoso de guerra nazi que morreu em Itália aos 100 anos foi finalmente sepultado secretamente no cemitério de uma prisão italiana. O seu funeral suscitou enorme polémica com Itália, Alemanha e Argentina a não quererem receber os seus restos mortais.

O criminoso de guerra nazi, Erich Priebke, cujo funeral suscitou enorme polémica e acabou por ser suspenso, foi finalmente sepultado secretamente num cemitério de uma prisão italiana, segundo assegurou o jornal italiano "La Repubblica".

"No meio da vegetação e delimitado por uma cerca, o local onde Pribeke foi enterrado está assinalado por uma cruz de madeira (...) no cemitério da prisão", escreveu Ezio Mauro, diretor do diário italiano.

O jornal não deu mais detalhes sobre o enterro ou acerca da localização da prisão para evitar que esta se torne um local de "peregrinação" para os nostálgicos do III Reich.

O jornal adianta que "aqui, o cadáver de Priebke não passa de mais um cadáver como tantos outros, sem símbolos nazis", acrescentando que "a cruz que assinalda a sepultra apenas tem um número, sem nome nem data".

Erich Priebke morreu a 11 de outubro em Roma, aos 100 anos de idade, tendo sido um dos principais responsáveis pelo massacre de Ardeatine, em 1944, onde morreram 335 civis, incluindo 75 judeus em retaliação a um ataque onde morreram 33 soldados alemães.

O seu funeral foi rodeado de enorme polémica com a Itália e a Alemanha, bem como a Argentina onde viveu mais de 40 anos após a Segunda Guerra Mundial, a não quererem receber os seus restos mortais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG