DSK recorre aos tribunais para travar livro de ex-amante

Dominique-Strauss Kahn vai pedir à justiça francesa a apreensão de um livro que conta a sua relação em 2012 com a autora da abra intitulada "Belle et bête" (Bela e Monstro), revelaram os advogados do ex-diretor-geral do Fundo Monetário Internacional.

O pedido para travar a publicação do livro, que chega às livrarias quarta-feira em França, será avaliado pelos tribunais na terça-feira. Na semana passada, o jornal 'Le Nouvel Observateur' divulgou algumas passagens do livro.

DSK, como é conhecido, acusa Marcela Iacub e a editora Stock de "atentado contra a intimidade da vida privada". Pede ainda cem mil euros de indemnização.

Marcela Iacub, jurista, essaista e cronista do jornal 'Libération', afirma ter tido uma relação com DSK entre janeiro e agosto e 2012. Apesar de o nome do ex-ministro nunca surgir no livro, Iacub confirmou numa entrevista com o 'Le Nouvel Observateur' que o homem referido é Strauss-Kahn, admitindo ainda que a obra mistura ficção e realidade.

No seu livro, Iacub qualifica o personagem principal como "meio homem, meio porco". O termo "porco" não sendo, aos seus olhos, pejorativo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG