DSK processa revista por rumores de separação

Dominique Strauss-Khan e a mulher, Anne Sinclair, anunciaram hoje que "decidiram processar" na justiça "por atentado á vida privada" a revista cor de rosa 'Closer', a qual afirma que o casal está atualmente separado.

"Tendo tido conhecimento do conteúdo da revista Closer, Dominique Strauss-Kahn e Anne Sinclair decidiram processar a publicação por atentado à vida privada", anunciou um comunicado divulgado pelos advogados do casal, Frédérique Baulieu, Richard Malka e Henri Lcelerc.

"Será depositada uma queixa em breve no Tribunal de grande instância de Paris", diz o documento, citado pela AFP. Questionados sobre os rumores da separação, os próximos do ex-diretor-geral do FMI e da jornalista recusaram-se a responder às perguntas da AFP.

A imprensa francesa tem dado por terminado o casamento de mais de 20 anos do ex-diretor do Fundo Monetário Internacional, Dominique Strauss-Khan, e a jornalista Anne Sinclair. A rutura aconteceu há um mês, escreve.

Os rumores de separação começaram há semanas, intensificam-se hoje como uma notícia da revista "Closer" que afirma que foi a jornalista, diretora da edição francesa do "Huffington Post", quem deu o primeiro passo para a separação.

Os jornalistas do "Journal du Dimanche" davam conta na sua edição do último domingo que DSK não era visto a sair da sua casa, enquanto Anne Sinclair mantinha as suas rotinas.

A relação do casal ficou sob fogo em maio de 2011 quando Strauss-Khan foi acusado de abusar sexualmente de uma empregada de hotel em Nova Iorque. Anne Sinclair manteve-se sempre ao lado do marido e, escreveu-se, terá sido da sua fortuna pessoal que terão sido pagos os advogados que defenderam DSK.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG