Caso News of the World: Chefe da Scotland Yard demite-se

O chefe do departamento comunicação da Scotland Yard demitiu-se após a abertura de um processo interno devido às suas relações com um antigo editor do News of the World (NOTW) envolvido num escândalo de escutas telefónicas.

A decisão de Dick Fedorcio, hoje anunciada, foi tomada após ser informado pela Comissão Independente de Queixas sobre a Polícia, um organismo independente que investiga irregularidades nas forças de segurança, de que seria alvo de um processo por mau comportamento grave.

Em causa está a contratação de Neil Wallis, antigo editor executivo do NOTW, para assessor de comunicação da Polícia Metropolitana de Londres, da qual recebeu 24.000 libras (29.000 euros) em 12 meses, de outubro de 2009 a setembro de 2010.

Todavia, a demissão de Fedorcio implica que o processo interno não pode continuar, pelo que não haverá consequências.

Quando testemunhou no âmbito do inquérito que decorre sobre os procedimentos da imprensa, o antigo diretor de comunicação da polícia confirmou ser um "bom amigo" de Wallis, com quem ia ao futebol e jantava.

Fedorcio, que estava suspenso desde o ano passado, é o terceiro alto responsável da Scotland Yard a demitir-se devido a este incidente.

Paul Stephenson e John Yates, respetivamente comissário e comissário-adjunto da Polícia Metropolitana, cessaram funções em julho de 2011 devido ao escândalo das escutas telefónicas do NOTW.

Wallis foi um dos mais de 20 detidos na investigação policial sobre o caso, a qual decorre paralelamente a outra sobre a corrupção de polícias por jornalistas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG