Carros da polícia incendiados durante motins em Londres

Dois carros da polícia e um autocarro foram incendiados na noite de sábado durante um motim de dezenas de pessoas em Tottenham, no norte de Londres, na sequência da morte de um residente local poucos dias antes.

De acordo com relatos na comunicação social britânica, vitrinas foram partidas e lojas saqueadas, o que obrigou as autoridades a recorrer à polícia de intervenção, com muitos elementos a cavalo, para tentar controlar a situação.

A violência surgiu à noite, após um protesto de locais do bairro a favor de "justiça" pela morte de Mark Duggan, um homem de 29 anos morto na quinta-feira durante uma operação policial.

Duggan morreu no táxi onde seguia na sequência de uma troca de tiros quando um polícia tentou fazer uma detenção relacionada com crime violento.

O fato de ser uma pessoa popular e considerada não violenta gerou indignação entre os locais, o que levou o deputado da região David Lammy a alertar na sexta-feira para a tensão crescente e a pedir calma.

Mesmo assim, cerca de uma centena de pessoas terá marchado hoje até à esquadra de polícia, obrigando ao corte da rua principal, e atirado objectos, acabando por atear fogo a duas viaturas da força de segurança.

Para a zona foram despachadas várias carrinhas de polícia de intervenção, bombeiros, ambulâncias e um helicóptero para ajudar a controlar a situação.

Bairro habitado por diferentes comunidades, Tottenham foi cenário de motins contra a polícia em 1985 na sequência da morte de uma mulher durante uma operação de buscas. Do protesto resultou a morte de um agente da autoridade.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG