Caça a um pedófilo em Madrid

As autoridades espanholas procuram um homem branco entre os 35 e 40 anos, suspeito de ter abusado pelo menos duas meninas e eventualmente uma terceira. Homem é muito metódico na forma como comete os crimes e teme-se que possa voltar a violar uma criança.

Segundo o jornal ABC, o suspeito atua sempre de forma idêntica. Estuda os locais de rapto (que nunca têm qualquer câmara de vigilância e acontecem entre as 18 e 19 horas) e a menina que pretende antecipadamente. Quando tem uma oportunidade, convence a criança - que trata pelo nome - que é amigo da mãe, conseguindo que a menina entre voluntariamente no carro. Depois são sedadas. Passado quatro a cinco horas, abandona a vítima numa estação de metro para que seja encontrada rapidamente e as buscas suspensas. Antes lava as crianças para apagar qualquer vestígio que possa servir de prova.

O primeiro rapto e abuso sexual aconteceu ao 10 de abril. Uma menina espanhola de nove anos, que estava num parque, teve autorização da mãe para ir com as amigas comprar gomas. Nessa altura aproveitou enganar a criança, dizendo que era amigo da mãe e que ela tinha de ir provar uma roupa.

A 17 de junho teve um procedimento idêntico com uma menina chinesa de seis anos, que estava perto da loja dos pais. As autoridades ainda não têm a certeza que um rapto idêntico em setembro do ano passado - uma menina da República Dominicana - terá sido também realizado pelo mesmo suspeito. Com o receio que possa atacar novamente, Madrid está a ser palco de uma autêntica caça a um pedófilo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG