Bombas da II Guerra obrigam à evacuação de bairros

Cerca de 25 mil cidadãos da localidade alemã de Hannover, no norte da país, foram retirados hoje preventivamente de suas casas para se proceder à desativação de várias bombas da Segunda Guerra Mundial que poderão estar no subsolo.

Segundo a agência de notícias espanhola EFE, a operação contou com a participação de cerca de 1.000 membros de forças de resgate, entre bombeiros e polícias, que tiveram de desocupar os edifícios de 150 ruas de vários bairros de Hannover, cujos habitantes poderão possivelmente voltar às suas casas durante a tarde de hoje.

A operação de desativação das bombas, que na altura do seu lançamento, durante a Segunda Grande Guerra, não chegaram a explodir, obrigou à suspensão do serviço público de autocarros dentro dos bairros afetados.

Os técnicos encarregues de desativar os engenhos desconhecem para já o número total de bombas que estarão enterradas, bem como o seu estado, o que poderá fazer com que a operação se prolongue por mais tempo do que estava previsto.

Entretanto, um helicóptero policial equipado com câmaras térmicas sobrevoa os bairros que foram evacuados, de forma a certificar-se que ninguém se encontra na zona de risco.

A operação de hoje é a maior que se levou a cabo em Hannover, onde, como em muitas outras cidades alemãs, se descobre com frequência bombas aéreas com quase 500 quilogramas de peso, do tempo da Segunda Guerra Mundial.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG