Advogado diz que Mladic tem cancro linfático

Ratko Mladic, entregue à justiça internacional para ser julgado por crimes de guerra, sofre de uma forma grave de cancro no sistema linfático, pelo que dificilmente poderá ser julgado, disse esta quinta-feira um advogado.

"Está doente há muito tempo", disse ao jornal Press o advogado do antigo chefe militar dos sérvios da Bósnia, Milos Saljic.

Segundo o advogado, o seu cliente, detido na semana passada e extraditado na terça-feira para o Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia, em Haia, foi operado e submetido a quimioterapia numa clínica de Belgrado em 2009.

Saljic citou um relatório médico indicando que Mladic já tinha feito tratamento na clínica nove anos antes.

Sem revelar o nome da clínica, o defensor de Mladic indicou que este foi operado "por problemas ulcerosos no estômago devido a um linfoma non-Hodgkin".

O advogado disse ainda que alguns serviços secretos estrangeiros sabiam que Mladic estava doente e em tratamento em Belgrado e que se negociou "como solucionar" o caso, mas que depois se perderam as pistas sobre o seu paradeiro.

Tanto o Instituto de Oncologia Sérvio como o Hospital Militar de Belgrado, os principais centros de tratamento de cancro na Sérvia, negaram que Mladic ali tenha estado em 2009.

A justiça sérvia considera que os documentos que o advogado de Mladic tem são falsos e fazem parte da "estratégia da defesa".

A família de Mladic já tinha tentado evitar a extradição do antigo general para Haia alegando outros problemas de saúde.

Na sexta-feira, Mladic deverá comparecer pela primeira vez numa audiência no tribunal de Haia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG