95% votam a favor da integração da Crimeia na Rússia

Os habitantes da Crimeia aprovaram hoje a integração da península na Rússia num referendo em que esta opção ganhou com 95% dos votos, segundo os primeiros resultados oficiais divulgados e citados pela AFP.

Pouco antes uma sondagem à boca das urnas revelara que "93% dos habitantes da Crimeia pronunciaram-se pela integração na Rússia. 7% votaram pela autonomia da Crimeia dentro da Ucrânia."

O primeiro-ministro separatista Serguii Axionov saudou de imediato uam decisão "histórica". "Obrigado a todos o que participaram no referendo e fizeram a sua escolha. Hoje tomámos uma decisão muito importante, que ficará para a história", afirmou Axionov no Twitter.

O referendo, cujas duas perguntas eram "Aprova a reunificação da Crimeia com a Rússia como membro da federação da Rússia?" e "Aprova a restauração da Constituição da Crimeia de 1992 e o estatuto da Crimeia como fazendo parte da Ucrânia?", é considerado ilegal pelas novas autoridades de Kiev e pela maioria da comunidade internacional.

Só Moscovo defende que se trata de uma consulta "legítima".

Seis décadas após a decisão unilateral do então dirigente soviético Nikita Khrushchev de anexar à Ucrânia a região tradicionalmente russa, as respostas às duas questões colocadas aos eleitores da Crimeia no referendo de hoje poderão definir por muito tempo as relações entre Rússia e ocidente.

Cerca de 1.200 assembleias de voto estiveram abertas em toda a Crimeia entre as 08:00 (06:00 em Lisboa) e as 20:00 (18:00 em Lisboa). O resultado do referendo será validado se a taxa de participação ultrapassar os 50%.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG