Vídeo sexual de político conservador causa escândalo

Um vídeo do envolvimento sexual de um influente político com três mulheres jovens está a causar um escândalo do Paraguai, onde os procuradores abriram um inquérito dada a suspeita de uma das participantes ser menor.

No vídeo, gravado através de um telemóvel, que foi muito partilhado nas redes sociais, vê-se o veterano senador Juan Carlos Galaverna, de 64 anos, conhecido pelo seu estilo franco e direto e que é uma figura-chave do partido conservador do Presidente Horacio Cartes.

Uma das jovens gravadas disse à comunicação social que só tinha 16 anos.

"Estamos a confirmar se a rapariga é menor", disse hoje a procuradora Teresa Martinez, acrescentando que Galaverna "deve ser acusado" se for provado que teve relações sexuais com uma menor.

Disse ainda que o crime é punível com uma multa, sem mencionar qualquer sentença que implique prisão.

A jovem no centro do escândalo disse à imprensa que o vídeo foi tornado público depois de o seu telemóvel ter sido roubado.

Galaverna minimizou hoje a situação, dizendo à Rádio 1000: "Quem nunca pecou que atire a primeira pedra".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG