Sondagens contraditórias para presidenciais da Colômbia

Uma das sondagens, de empresa Cifras y Conceptos, dá a vitória ao Presidente Juan Manuel Santos, por uma margem de 4,9 pontos percentuais, enquanto a outra, da Ipsos, diz que o candidato da oposição, Oscar Iván Zuluaga, ganhará com uma vantagem de 8 pontos, na segunda volta de 15 de junho.

Zuluaga, apoiado pelo ex-presidente Álvaro Uribe, cujo Governo ficou marcado pela mão forte contra a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), ganhou a primeira volta das presidenciais, a 25 de maio, com 29,25% dos votos. O atual Chefe do Estado, que promete continuar o diálogo com as FARC, obteve 25,69% de votos.Nada está decidido para a segunda volta.

Na sondagem da Cifras y Conceptos, o Presidente surge à frente nas intenções de voto com 43,4%, contra 38,5% do ex-ministro das Finanças. Foram feitas entrevistas presenciais a 3215 pessoas de 84 municípios, entre 31 de maio e 3 de junho, com uma margem de erro de 2,9%. 11,7 dos inquiridos disse que vai votar em branco e 6,3% estão ainda indecisos.

Mas na sondagem da Ispsos, para a RCN Radios e e revista Semana, a vitória recai sobre Zuluaga, com 49% dos votos. O Presidente não iria além dos 41%. O tamanho da amostra é mais reduzido (1784 pessoas), sendo a margem de erro de 2,3%. 10% dos inquiridos disse que votaria em branco.

Ontem, tinham sido divulgadas outras duas sondagens. A da empresa Datexco para o jornal El Tiempo e La W dá 41,9% a Santos e 37,7% a Zuluaga. E a da Gallup dava 48,5% ao candidato uribista e 47,7% ao Presidente, que procura a reeleição.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG