Sobreviveu a queda de avião mas morreu atropelado

Uma das jovens vítimas mortais chinesas da queda do Boeing da Asiana Airlines em San Francisco, em 6 de julho, morreu por ter sido esmagada por uma viatura de bombeiros durante as operações de socorro, revelou a autópsia.

O anúncio foi feito hoje pelo médico legista Robert Foucrault, do instituto médico-legal norte-americano, que esclareceu que a morte da vítima, que "estava viva" no momento do impacto com a viatura, foi devida a "múltiplos ferimentos", correspondentes aos que se encontram em pessoas "esmagadas por veículos motorizados".

O acidente causou três mortos e quase duas centenas de feridos e a investigação às suas causas ainda decorre.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG