Só um dos irmãos Castro acusado de violação e rapto

Ariel Castro, o principal suspeito do rapto e sequestro de três jovens mulheres durante uma dezena de anos em Cleveland, no Ohio, foi acusado de rapto e violação, anunciou o procurador Victor Perez.

Ariel Castro, um porto-riquenho de 52 anos, foi acusado de ter violado Amando Berry, Gina DeJesus e Michelle Knight durante o seu sequestro em sua casa. Os seus dois irmãos, detidos ao mesmo tempo que ele na terça-feira, não foram acusados de qualquer crime, acrescentou o procurador numa conferência de imprensa.

"Nada nos leva a crer que eles estivessem implicados ou tivessem conhecimento" das atividades do irmão, afirmou Ed Tomba, adjunto chefe da polícia de Ceveland, citado pela AFP. "Não encontrámos qualquer prova que os ligue ao crime", insistiu.

Este antigo motorista de autocarro escolar foi considerado como o único responsável pelos raptospelo chefe da dpolícia de Cleveland, Ed Tomba.

"Nada nos permite dizer que }os seus dois irmãos] estavam implicados ou sabiam de alguma coisa", afirmou. "Não temos qualquer prova que os ligue a este crime [...] Ariel manteve toda a gente afastada".

Onil e Pedro Castro foram detidos na segunda-feira à noite pouco depois da libertação espetacular das mulheres graças à ajuda de um vizinho.

Esta era a primeira vez em dez anos que as três reféns deixavam a propriedade de Ariel Castro, esclareceu Tomba, que deu poucos promenores sobre a vida das três mulheres na última década.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG