Panda estrela nos EUA viaja para a China

Tai Shan  viveu até aos quatro anos e meio no Zoo de Washington.

Foi a bordo do Panda Express, um avião especialmente pensado para este fim, que Tai Shan, o panda estrela do Zoo de Washington, viaja para a China. O regresso à terra dos seus antepassados estava previsto desde o nascimento do panda num acordo assinado por americanos e chineses.
Curiosamente, a viagem de Tai Shan, que surge mesmo dois anos depois do que estava inicialmente previsto, tem lugar num momento em que as relações entre Pequim e Washington estão ao nível mais baixo dos últimos anos. Pirataria informático no motor de buscas Google, venda de armas a Taiwan e visita do Dalai Lama à Casa Branca têm envenenado a harmonia sino-americana.
"Tai Shan será sempre um embaixador de Washington na China", confessou Stephanie Scott à AFP. A porta-voz da Câmara da capital federal norte-americana acrescentou mesmo: "Tivemos muitas sorte por os chineses terem deixado que Tai Shan ficasse connosco dois anos mais do que estava previsto".
Depois da viagem numa jaula de aço - e de devorar 75 quilos de bambu durante as 14 horas de voo - Tai Shan terão de se adaptar a uma nova dieta e a uma nova linguagem.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG