Obama e Romney homenageiam Armstrong

O presidente Barack Obama e o candidato republicano Mitt Romney prestaram homenagem ao primeiro homem a pisar a Lua. A NASA refere-se a Neil Armstrong como "um dos melhores exploradores" norte-americanos.

"Neil estava entre os maiores heróis americanos, não só da época atual, mas de todos os tempos", disse o Presidente dos EUA, democrata, declarando-se "profundamente triste" com a notícia da morte de Neil Arnstrong, no sábado.

O seu rival republicano da corrida para a Casa Branca nas eleições de 6 de novembro afirmou por seu lado: "A Lua chora o seu primeiro filho terrestre".

"Vemos partir um dos nossos. Antigo combatente condecorado da guerra da Coreia, astronauta da Nasa e primeiro homem a andar na Lua, Neil inspirou gerações de americanos", escreveu o secretário da Defesa americano, Leon Panetta, num comunicado citado pela AFP.

A NASA, agência espacial norte-americana, também lamentou a morte de Neil Armstrong, considerando que o astronauta é uma referência para a próxima era da exploração espacial e um herói norte-americano.

"À medida que entramos na próxima era da exploração espacial, fazêmo-lo sobre os ombros de Neil Armstrong. Lamentamos a perda de um amigo, um companheiro astronauta e um verdadeiro herói", referiu o administrador da NASA Charles Bolden em comunicado.

Neil Armstrong será recordado "por ter dado o primeiro pequeno passo da humanidade num mundo para além do nosso", assinalou ainda o chefe da agência espacial, que ainda expressou as suas condolências à família do primeiro homem a pisar a lua, afirmando que era "um dos melhores exploradores" norte-americanos.

Bolden recordou ainda que "quando o presidente John Kennedy desafiou a nação a enviar um homem à lua, Neil Armstrong aceitou sem hesitação".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG