O miúdo que pedia paz e morreu nas explosões

Um repórter do Boston Globe lembrava na terça-feira o cartaz que Martin Richard fizera para a escola primária há um ano e que mostrava, orgulhoso, numa fotografia.

Apenas quatro palavras: "No more hurting people" (Basta de feridos). O cartaz era ilustrado por pequenos corações que formavam a palavra "Peace (Paz)".

Martin, de oito anos, estava segunda-feira na rua para ver o pai cortar a meta da maratona. Quando as bombas explodiram, Martin morreu logo. Ao seu lado, a mãe foi atingida na cabeça e a irmã perdeu uma perna. Estão ambas no hospital em perigo de vida.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG