Mais de 20 mortos em confronto na prisão venezuelana

Mais de 20 pessoas morreram no domingo num confronto entre detidos na prisão de Yare I, a sudoeste de Caracas, informou hoje a ministra dos Assuntos Penitenciários venezuelana, Iris Varela.

"Sim, ultrapassam os 20. Até ao momento temos esse número como oficial", indicou Varela em declarações ao canal televisivo estatal VTV, em que também explicou que as mortes se deveram a um "confronto entre dois grupos na prisão que se encontram fortemente armados".

A ministra disse esperar que "não haja mais" vítimas e confirmou que uma delas é um familiar de um preso.

Fontes não oficiais tinham indicado antes um balanço de 10 mortos e 35 feridos, que fontes militares atribuíram a confrontos com tiros entre dois grupos de presos, alegadamente pelo controlo de um negócio de droga, e que ocorreram pelas 17:00 locais (22:30 em Lisboa).

"Hoje está calmo, como se nada tivesse acontecido", disse Iris Varela.

Os confrontos nas prisões não são um acontecimento raro na Venezuela e o Governo já admitiu que tem um "grave problema" para controlar os estabelecimentos prisionais, devido, entre outros, à entrada de armas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG