Maduro põe três mil militares nas ruas de Caracas

Três mil oficiais das Forças Armadas Venezuelanas saíram na noite de segunda-feira às ruas de Caracas, no âmbito do novo programa governamental "Plano Pátria Segura", com o qual se pretende combater a insegurança do país.

A cerimónia de lançamento do novo programa contou com a presença do Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que explicou que o Executivo está "a rever todos os aspetos para construir um país de paz" e indicou que a criminalidade é um flagelo que afeta também outros países da América Latina e das Caraíbas.

Maduro frisou ainda que a etapa inicial do programa terá 500 pontos de controlo nos 79 municípios com maior índice de criminalidade, sublinhando que "há que ser mais operacional, fazer mais patrulhamento com consciência, paixão, compromisso e amor".

Segundo Nicolás Maduro, alguns habitantes de vários municípios caraquenhos "têm medo da polícia", porque ela "rouba e exige dinheiro".

Por outro lado, disse, os programas televisivos neutralizam os esforços dos pais em casa e dos professores na escola, promovendo a violência e pediu, por isso, aos proprietários dos canais de televisão "a máxima colaboração" a fim de mudar a realidade do país.

"Não vamos permitir que programas promovam a prostituição, as drogas, a violência", declarou.

Entre as localidades onde o novo programa foi lançado estão Sucre, Antímano, El Valle, Petare, Baruta e El Recreo, onde reside um importante número de portugueses.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG