Homem interrompe discurso de tomada de posse de Maduro

O novo Presidente da Venezuela estava a discursar quando um homem, vestido como um simpatizante chavista, subiu ao púlpito da Assembleia Nacional e agarrou o microfone. "Falhou a segurança aqui, podia-me ter dado um tiro", disse Nicolás Maduro ao retomar o discurso.

O evento estava a ser transmitido em direto e, segundo as imagens, o presidente da Assembleia, Diosdado Cabello, tentou travar o homem. Este, pegou no microfonte, e começou a dizer "Nicolás, chamo-me...". Na confusão deve ter desligado o microfone e a imagem foi depois cortada.

Quando foi retomada a emissão Maduro afirmou: "Incidente superado, depois conversaremos com este muchacho. Quem sabe que desespero tem".

Nicolás Maduro, delfim do falecido Presidente Hugo Chávez, foi hoje investido como novo Presidente da Venezuela após prestar juramento perante o Parlamento em Caracas.

"Juro respeitar a Constituição em nome do povo venezuelano, juro em nome da memória eterna do 'Comandante' supremo", declarou Maduro, eleito para um mandato de seis anos.

Com um mandato incerto, após uma curta vitória (50,8% dos votos) sobre o rival conservador Henrique Capriles (49%), Maduro já foi reconhecido pela quase totalidade dos países latino-americanos, enquanto diversos líderes viajaram para Caracas e assistiram à tomada de posse, em que Portugal esteve representado pelo secretário de Estado das Comunidades, José Cesário.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG