Família portuguesa de dez pessoas vai ser deportada

As autoridades canadianas decretaram a deportação de uma família portuguesa de dez pessoas de três gerações, revelou na passada sexta-feira o jornal Toronto Sun.

O voo para Lisboa está marcado para o dia 29 de Dezembro. São dez os elementos da família que inclui Paul, 46 anos, Maria, 44, os seus filhos, Marília, 27, Vanessa, de 23, Paul Jr, de 19, e Beatriz, 13, e os seus quatro netos nascidos no Canadá com menos de cinco anos.

A reportagem do Toronto Sun sobre esta família pode ver-se em vídeo AQUI.

A família Sebastião chegou ao Canadá em 2001 e pediu estatuto de refugiado, que lhe foi negado. Tentaram depois permanecer no país com base em razões humanitárias, o que também lhes foi recusado, em 2011.

As possibilidades de recurso esgotaram, afirmou ao Toronto Sun o advogado da família, Tony Dutra.

Uma responsável da agência do serviço de fronteiras do Canadá, Amy Wong, disse ao jornal "as crianças são cidadãs canadianas e não estão sob qualquer ordem de expulsão", acrescentando que "podem regressar ao Canadá em qualquer altura".

Amy Wong diz que a família vivia bem em Portugal e que os Sebastião são "migrantes económicos", mas Marília Sebastião, que vende cachorros quentes, diz que a família não possui casa nem outros bens em Portugal.

"O Canadá é a nossa casa e toda a nossa família e amigos estão neste país", afirmou Marília Sebastião.

Advogados e funcionários de imigração de Toronto afirmam não se recordam de tantos elementos de uma família serem deportados de uma só vez.

A secretaria de Estado das comunidades disse à RTP que desconhecia o caso até ele ter sido noticiado, garantindo que vai apurar que medidas podem ainda ser tomadas. No entanto, lembrou que estes casos são comuns, ainda que normalmente não atinjam famílias tão numerosas.

Mais Notícias