Ex-agente da CIA Edward Snowden deixou Hong Kong

O ex-agente dos serviços secretos norte-americanos (CIA) Edward Snowden deixou hoje Hong Kong num voo da Aeroflot com destino a Moscovo, noticia hoje a France Presse, citando os media locais.

De acordo com a AFP, que cita o site na internet do South China Morning Post, Snowden embarcou pelas 10:55 locais (03:55 em Lisboa) e deverá aterrar pelas 17:15 locais (14:15 em lisboa) no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscovo.

Contudo, a capital russa não será mais do que uma etapa, segundo o South China Morning Post, que aponta a Islândia ou o Equador como destino final.

SegundO informações veiculadas por Snowden reveladas hoje pela imprensa de Hong Kong, citada pela AFP, a Universidade de Tsinghua, em Pequim, um dos mais prestigiados centros de investigação na China em setores como o da tecnologia, foi alvo de vigilância eletrónica por parte dos Estados Unidos.

Em declarações ao diário South China Morning Post, o ex-agente disse que a rede de espionagem cibernética alcançou a Tsinghua.

Segundo Snowden, poderiam ter sido retirados da base de dados da universidade dados de milhares de cidadãos chineses.

Revelou ainda que o último ataque ocorreu em janeiro e que num dia se conseguiu acesso remoto a 63 computadores e servidores do complexo universitário.

O antigo agente da CIA e ex-consultor da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos refugiou-se em Hong Kong, no sul da China, desde que divulgou programas norte-americanos de vigilância de comunicações.

Na sexta-feira, os Estados Unidos acusaram Edward Snowden de espionagem.

"A NSA faz montes de coisas, como piratear empresas de telemóveis chinesas para roubar todos os vossos SMS [mensagens de texto]", declarou o antigo técnico da CIA, numa entrevista publicada no 'site' do South China Morning Post.

Edward Snowden "disse ter provas daquilo que afirma", de acordo com o diário, que não citou qualquer documento comprovativo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG