Esquartejador de Montreal vivia obcecado com Tom Cruise

Luka Magnotta, o ator pornográfico canadiano que matou um cidadão chinês em Montreal em finais de maio, tinha uma obsessão com o ator e adepto da cientologia Tom Cruise.

O esquartejador de Montreal tinha um particular interesse pela cientologia e gostava de ser adotado por Tom Cruise, segundo entradas num blogue criado pelo canadiano.

Numa entrada em julho de 2009, Luke Magnotta escreveu um extenso post intitulado "A cientologia salvou a minha vida", em que elogia e descreve Tom Cruise como o seu "ídolo". "Desde criança, eu sonhava todas as noites com a possibilidade de ele [Cruise] me adotar. Até a minha namorada na adolescência sabia como eu o admirava", lê-se naquela entrada.

No post, onde são recorrentes os erros gramaticais, Magnotta exibe uma entusiática defesa do fundador da cientologia, Ron Hubbard, acabando por afirmar que "não tenho ninguém, nem família nem amigos em quem possa confiar, e a igreja [da cientologia] é como se fosse a minha família".

Magnotta, que procurou refúgio na Europa, tendo sido preso em Berlim, declarou-se inocente da morte de Jun Lin, que veio depois a saber-se que era seu namorado.

O esquartejador desmembrou Jun Lin, tendo enviado algumas partes do corpo para escolas e para a sede do partido no poder no Canadá. Outras partes do corpo permanecem por encontrar. Terá também praticado canibalismo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG