Capriles acusa Equador de defender Maduro

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles disse, na quinta-feira, que o Equador recebeu 6.345 milhões de dólares (4.853 milhões de euros) da Venezuela e que isso leva o Presidente equatoriano a defender o seu homólogo venezuelano Nicolás Maduro.

Numa entrevista difundida no fim de semana pelo canal espanhol da CNN, Rafael Correa qualificou-o de "golpista" assim como a "toda a direita" venezuelana.

"Acontece que demos 6.345 milhões de dólares ao Equador", disse Capriles numa conferência de imprensa, na qual recordou as declarações de Correa.

"Senhor Presidente Correa: Eu já entendo porque é que você sai em defesa de Maduro e contra os seus opositores", acrescentou.

Capriles disse que na Venezuela "deram-lhe, por exemplo, empréstimos a fundo perdido para um novo canal público de televisão no Equador".

Correa também recebeu dinheiro venezuelano "para deslocar mil emigrantes" do Equador para Espanha, sustentou.

Na segunda-feira, o líder da oposição venezuelana classificou de "inaceitáveis" e "irresponsáveis" as declarações do presidente do Equador.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG