Câmara dos Representantes rejeita ouvir diplomatas russos

O presidente da Câmara dos Representantes, o republicano John Boehner, rejeitou na quarta-feira um pedido de conversações apresentado por diplomatas russos, que se opõem à intervenção militar na Síria.

Em comunicado, o porta-voz do presidente da Câmara dos Representantes, Michael Steel, indicou que Boehner "rejeitou o pedido da embaixada russa de reunir-se com uma delegação" do Congresso.

A missão, que os russos propunham que tivesse lugar na próxima semana, deveria contar, a pedido de Moscovo, com vários deputados russos que iriam explicar a sua posição que é contrária a uma intervenção militar na Síria.

Os Estados Unidos deram como provado que o regime sírio do Presidente Bachar al-Assad utilizou, a 21 de agosto, armas químicas em grande escala, o que provocou a morte de mais de 1.400 pessoas nas imediações de Damasco.

A Rússia opôs-se a uma eventual adoção pelo Conselho de Segurança da ONU de uma resposta contundente contra Assad, aliado de Moscovo, alegando que não existem provas que apoiem a acusação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG