BP vai pagar mais de 4,5 mil milhões de dólares

Um juiz americano aprovou hoje o acordo entre a BP e as autoridades dos Estados Unidos, através do qual a petrolífera pagará mais de 4,5 mil milhões de dólares (3,3MMEuro) pelo derrame de petróleo no Golfo do México em 2010.

Segundo noticia a AFP, o acordo prevê, em troca, o abandono do processo criminal que os Estados Unidos têm contra o grupo petrolífero que, no entanto, deverá comparecer novamente num tribunal de Nova Orleães, a 25 de fevereiro, para uma ação civil que pode custar até 18 mil milhões de dólares mais se for considerada negligência.

A explosão, a 20 de abril de 2010, numa plataforma a cerca de 130 quilómetros da costa de Nova Orleães provocou 11 mortos e o derrame de centenas de milhões de litros de petróleo até ao encerramento do poço, quatro meses depois.

A BP já tinha fechado um acordo amigável com as vítimas do derrame no valor de 7,8 mil milhões de euros.

Durante a audiência de hoje, em Nova Orleães, o vice-presidente da BP, Lucas Keller, pediu desculpas às famílias das vítimas do acidente, de acordo com um comunicado do grupo petrolífero.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG