BP avalia em 7,3 mil milhões custos no Golfo do México

A BP avaliou, a partir de agora, em 9,5 mil milhões de dólares (7,3 mil milhões de euros) os custos causados pela da maré negra no Golfo do México, segundo uma nova estimativa hoje divulgada.

A nova estimativa elaborada pelo gigante mundial do sector do petróleo coincide com o anúncio inicial e definitivo dado a conhecer pelo poço Macondo 252, onde ocorreu a explosão na plataforma petrolífera que deu origem à catástrofe ambiental.

Este montante, de 9,5 mil milhões de dólares, inclui o conjunto das despesas realizadas pelo grupo petrolífero para conter e limpar o petróleo, a perfuração dos furos de socorro, as verbas pagas aos Estados ribeirinhos e às autoridades federais, bem como, as indemnizações aos particulares, precisou a BP num comunicado publicado, em simultâneo, em Londres e nos Estados Unidos.

A anterior estimativa, de 3 de Setembro, ascendia a 8 mil milhões de dólares.

O grupo criou um fundo de 20 mil milhões de dólares para fazer face à indemnização das vítimas da maré negra do Golfo do México, que contempla uma verba antes de impostos, no valor de 32,2 mil milhões de dólares, para fazer face aos encargos com o fisco.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG