Empate técnico entre Dilma e Aécio na véspera das eleições

A última sondagem Datafolha antes da segunda volta dá uma vantagem de quatro pontos percentuais à presidente brasileira, mas a margem de erro é de dois pontos, pelo que tecnicamente está em empate com o candidato do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Na sondagem Ibope, diferença é de seis pontos, mas houve recuperação de Aécio Neves.

Na sondagem Datafolha, Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), surge com 47% das intenções de voto contra 43% de Aécio Neves. Há ainda 5% de eleitores que dizem votar em branco ou nulo e outros 5% que dizem não saber. Tendo em conta apenas os votos válidos, a presidente tem 52% (menos um ponto que na sondagem anterior) contra 48% de Aécio (mais um ponto).

A margem de erro é de dois pontos percentuais. Foram ouvidos 19 318 eleitores em 400 municípios brasileiros nos dias 24 e 25 de outubro.

Na sondagem Ibope, a diferença entre os dois candidatos é maior: seis pontos. Dilma surge com os mesmos 49% que há dois dias, mas Aécio subiu de 41% para 43%. Há ainda 5% de eleitores que admitem votar branco ou nulo e 3% que não sabem ou não respondem à questão. Tendo em conta apenas os votos válidos, a presidente tem 53% contra 47% de Aécio.

A margem de erro é de dois pontos percentuais. Foram ouvidos 3010 eleitores em 206 municípios brasileiros nos dias 24 e 25 de outubro.

A queda de Dilma nas sondagens em apenas dois dias e a subida de Aécio pode refletir as últimas revelações sobre o escândalo de corrupção do petrolão. De acordo com a revista 'Veja', um acusado de envolvimento no escândalo disse que a presidente sabia de tudo o que se passava na Petrobras.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG