Dois mortos na queda de avião em São Francisco

Os dois passageiros mortos na queda do Boeing 777 da companhia Asiana Airlines no sábado, no aeroporto de São Francisco, nos Estados Unidos, eram de nacionalidade chinesa.

"As duas vítimas são de nacionalidade chinesa, nascidos em 1997 e 1996", declarou Yoon Young-Doo, acrescentando que ambos se encontravam na parte traseira do aparelho, que teria batido com a cauda na pista, segundo as primeiras informações.

Um funcionário do Ministério dos Transportes da Coreia do Sul confirmou que as vítimas eram duas jovens chinesas.

O último balanço provisório do acidente do voo 214 é de dois mortos e 182 feridos entre os passageiros e a tripulação.

De acordo com a Asiana, estavam a bordo do avião 307 pessoas, 291 passageiros e 16 tripulantes, sobretudo chineses, coreanos e norte-americanos.

Pelo menos sessenta dos 141 chineses que estavam a bordo do aparelho são estudantes e professores das províncias de Shanxi e Zhejiang, que viajavam para os Estados Unidos para um acampamento de verão e intercâmbio de estudos, de acordo com a Agência Nova China.

De acordo com Yoon, a tripulação do avião havia anunciado normalmente a aproximação para a aterragem do aparelho no aeroporto de São Francisco, pedindo que os passageiros apertassem os cintos de segurança.

"Não houve procedimentos de emergência", acrescentou o diretor executivo da companhia aérea.

"Do que sabemos, não havia problemas no motor ou problemas mecânicos" antes da queda, disse Yoon, acrescentando que os pilotos eram experientes, com cerca de 10 mil horas de voo cada.

O governo sul-coreano e a companhia Asiana Airlines enviaram hoje equipas para investigarem o acidente do Boeing 777, que fazia a última ligação de um voo que começou em Xangai, parou em Seul e seguiu para os Estados Unidos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG