Dilma vota e diz que campanha teve "momentos lamentáveis"

A Presidente brasileira e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, (Partido dos Trabalhadores, de centro-esquerda) afirmou hoje que a campanha teve "momentos lamentáveis", em declarações antes de votar em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Em conferência de imprensa dada num hotel antes de votar, a candidata disse que foram usadas "formas de tratamento indevidas" na disputa política e que isso "foi rejeitado pela população".

A segunda volta das eleições presidenciais brasileiras ocorrem hoje, até as 17:00 locais, e os brasileiros podem escolher Rousseff ou o candidato Aécio Neves, do Partido da Social Democracia Brasileira, de centro-direita. Devido às diferenças de fuso horário de até três horas no Brasil, o encerramento das urnas começa às 19:00 horas de Lisboa, e estende-se até as 22:00.

Rousseff também incentivou os eleitores a comparecerem nas urnas, e afirmou que o direito ao voto "fortalece a democracia" do país. "Eu tenho certeza de que o Brasil é e será, e continuará sendo, uma das maiores nações democráticas desse planeta", acrescentou.

A Presidente brasileira deverá voltar a Brasília ainda hoje, para acompanhar o apuramento dos votos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG