"Reunião histórica" entre ministros de Portugal, Indonésia e Timor-Leste

Os ministros dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Indonésia e Timor-Leste realizaram hoje em Díli uma reunião tripartida, considerada histórica por ser a primeira após décadas de contencioso quanto a Timor-Leste.

De acordo com o ministro português dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, o encontro serviu para debater o futuro das relações entre os três países e marca uma nova fase no relacionamento de Portugal com a Indonésia.

"Fizemos hoje uma primeira reunião com essa carga histórica. Pela primeira vez depois de algumas décadas de contencioso em relação a Timor, pudemos hoje, sob a presidência do ministro dos Negócios Estrangeiros de Timor-Leste, e com a presença dos ministros dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Timor-Leste e Indonésia, falar sobre o futuro das nossas relações", explicou.

Luís Amado e o seu homólogo indonésio encontram-se em Díli a participar nas celebrações dos 10 anos da consulta popular que determinou a independência de Timor-Leste.

"É um marco simbólico da nova etapa em que Timor-Leste entrou e também da nova fase das relações entre Portugal e a Indonésia, que foi aqui testemunhado na presença do ministro dos Negócios Estrangeiros de Timor-Leste", considerou Luís Amado.

Segundo o ministro português, na reunião foi abordada a cooperação entre Portugal e a Indonésia, que "se vai desenvolver a partir de agora, no sentido de colaborarem mais estreitamente no desenvolvimento da assistência a Timor-Leste e na preparação do seu futuro".

Luís Amado foi igualmente recebido no Palácio do Governo pelo primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, a quem transmitiu o interesse em continuar a aprofundar as relações entre os dois países.

"Esta é uma relação estruturante da identidade política de Timor-Leste e é muito grato para nós ver, 10 anos depois, o princípio de um Estado democrático e não de um Estado falhado como alguns disseram há alguns tempos atrás. É um Estado viável, com recursos e com capacidade de organização, como estas comemorações muito bem evidenciaram hoje", comentou.

Luís Amado defendeu que Portugal tem "todo o interesse em aprofundar as relações com Timor-Leste, não apenas na perspectiva do que é o futuro timorense, mas sobretudo no que representa a sua presença em Timor-Leste, para ter acesso a uma das regiões de futuro no novo sistema internacional que está em gestação".

"A Ásia tem um papel cada vez mais importante no novo sistema económico mundial e a nossa presença em Timor-Leste é fundamental para uma presença mais forte de Portugal e é nessa perspectiva que o Governo português continua a investir nas suas relações com Timor-Leste", declarou no final.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG