Guebuza diz que organização é ator respeitável no mundo

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, disse hoje em Maputo que a CPLP conseguiu impor-se como um "ator respeitável" em questões de desenvolvimento, paz e segurança no mundo, apontando a fome e pobreza como um desafio para a organização.

Armando Guebuza destacou os progressos que a CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) conheceu, no seu discurso de boas vindas à IX Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da organização, que se realiza hoje em Maputo.

Recordando que a CPLP assinalou 16 anos de existência no último dia 17, o Presidente de Moçambique, que hoje recebe de Angola a presidência da organização, enfatizou que a comunidade granjeou reputação internacional em questões importantes, como o desenvolvimento, paz e segurança.

"A CPLP ganhou reconhecimento, quer ao nível dos estados-membros, quer ao nível internacional, assumindo-se hoje como um respeitável ator em questões de desenvolvimento, bem como de paz e segurança", sublinhou Armando Guebuza.

No plano intracomunitário, afirmou o Presidente moçambicano, a CPLP consolidou os objetivos que nortearam a sua criação, nomeadamente na cultura, educação e saúde, e alargou a cooperação para outros domínios, incluindo agricultura, ambiente, novas tecnologias e desenvolvimento rural.

"Registamos igualmente e com a mesma satisfação os avanços na consolidação do papel da sociedade civil e do setor privado na busca de soluções visando a consolidação dos objetivos de desenvolvimento definidos, incluindo os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio", enfatizou Armando Guebuza.

Apesar dos sucessos que referiu, o chefe de Estado moçambicano apontou que a CPLP se debate com a pobreza e fome, defendendo um compromisso coletivo na luta contra estes problemas.

"A CPLP conta hoje com quase 28 milhões de pessoas desnutridas (..) é nossa expetativa que se congreguem sinergias para a solução deste grande desafio que flagela com maior acuidade e impacto os cidadãos mais vulneráveis", apontou Armando Guebuza.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG