Declaração de Maputo sem prazo para Guiné Equatorial

A declaração final da cimeira da CPLP, que decorre hoje em Maputo, será vaga quanto ao prazo para a Guiné Equatorial cumprir os critérios para aderir plenamente à organização, disse à lusa fonte oficial.

Na declaração final da cimeira de chefes de estado e de governo, que será divulgado dentro de horas, apenas um parágrafo se refere ao desejo daquele Estado da costa ocidental de África em aderir plenamente à Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), disse a mesma fonte.

O documento é explícito que o regime de Malabo tem que dar passos no cumprimento de critérios e princípios fundamentais para aderir organização.

Mas, enquanto na cimeira de Luanda, em 2010, a mesma exigência tinha um prazo de dois anos para ser cumprida, a declaração de Maputo não estipula qualquer período, deixando o caso em aberto, não sendo sequer forçoso que a proposta de adesão tenha que ser discutido na próxima reunião de chefes de estado e de governo, agendada para Díli em 2014.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG