Absolvido publicitário que dirigiu campanha de Lula

Supremo Tribunal Federal brasileiro decidiu absolver por maioria dos seus membros o publicitário Duda Mendonça, responsável pela campanha eleitoral que levou Lula da Silva à Presidência em 2003.

Duda Mendonça e sua sócia Zilmar Fernandes eram acusados de branqueamento de dinheiro e evasão de divisas no processo do mensalão, esquema de corrupção descoberto em 2005, durante o primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A maioria dos juízes do SupremoTribunal Federal entendeu que os dois réus em questão não pretendiam realizar branqueamento de capitais, mas receber um crédito contraído licitamente, em 2002, com o Partido dos Trabalhadores (PT).

Ambos também foram considerados inocentes na acusação de evasão de divisas, tendo em vista que seguiram as normas exigidas pelo Banco Central brasileiro no que se refere ao envio de dinheiro ao exterior.

Essa foi a primeira vez que a maioria dos juízes seguiu o voto do revisor do processo, ministro Ricardo Lewandowisky, e não do relator, Joaquim Barbosa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG