Colegas do copiloto dizem que ele sofreu uma depressão grave

Andreas Lubitz fez um interregno de seis meses em 2009, quando fazia o treino para piloto.

O presidente da Lufthansa admitiu que houve uma interrupção no treino de Andrea Lubitz, o piloto de 28 anos que, segundo as conclusões preliminares, terá precipitado deliberadamente o avião contra o solo nos Alpes franceses na terça-feira. O responsável não conseguiu apontar a razão desse interregno, mas começaram a surgir informações de que terá sofrido uma depressão.

Um correspondente do Der Spiegel escreveu no Twitter que Andreas Lubitz poderá ter sofrido uma depressão ou esgotamento. Matthias Gebauer disse que colegas de escola do copiloto afirmaram aos jornalistas alemães que este fez uma pausa de seis meses em 2009 devido a um esgotamento.

Depois dessa pausa, Andreas Lubitz regressou e passou todos os testes, incluindo os exames médicos e psicológicos, tendo obtido o reconhecimento da Administração Federal da Aviação (FAA) em 2013. Segundo o The Aviation Business Gazette, o copiloto não mostrava sinais de desordem bipolar, abuso de substâncias ilícitas, distúrbios de personalidade ou outro tipo de problemas.

O presidente da Lufthansa, por seu lado, garantiu que Lubitz "estava 100 por cento apto para voar sem restrições".

O jovem copiloto era natural de Montabaur, uma comuna do estado regional da Renânia-Palatinato (oeste), onde vivia em casa dos pais apesar de possuir um apartamento em Düsseldorf (oeste), uma importante base da Germanwings, revelou a presidente da câmara de Montabaur, Gabriele Wieland, em declarações à agência noticiosa alemã DPA.

Andreas Lubitz era membro de um clube privado de aviação, o LSC Westerwald, e gostava de praticar desporto, em particular corridas a pé.

A polícia alemã cercou entretanto com vários carros a casa dos pais de Andreas Lubitz em Montabaur bem como a vivenda do copiloto em Dusseldorf.

Os familiares do copiloto estarão já a ser interrogados pelas autoridades, que não tem indícios de que este tenha motivações terroristas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG