Bombas contra sunitas matam 49 pessoas no Iraque

A explosão de duas bombas perto de uma mesquita sunita e outra contra um cortejo fúnebre sunita mataram hoje 49 pessoas no Iraque, afirmaram as autoridades locais, dois dias após ataques que mataram dezenas de xiitas.

Este surto de violência surge num contexto de confrontos sectários no Iraque que já mataram dezenas de milhares de pessoas, e acontece num momento de tensão no país entre a minoria sunita e a maioria xiita.

Uma bomba explodiu quando fiéis saiam da mesquita de Saria na cidade de Baquba, a norte de Bagdade, enquanto uma segunda bomba foi detonada depois de pessoas se terem reunido no local da primeira explosão, matando um total de 41 pessoas e ferindo 57, segundo a polícia e um médico.

Na cidade de Madain, a sul de Bagdade, uma bomba explodiu perto do cortejo fúnebre de um homem sunita, matando oito pessoas e ferindo cerca de 25, afirmaram as autoridades de saúde e de segurança locais.

Os atentados são os mais recentes de uma vaga de ataques contra sunitas e xiitas nas últimas semanas e surgem dois dias após ataques contra alvos xiitas.

As tensões entre o governo xiita de Maliki e membros da minoria sunita que acusam as autoridades de atacarem a sua comunidade por meio de detenções injustas e acusações de envolvimento em atividades terroristas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG