Avião despenhou-se em zona de neve inacessível a veículos

A queda do Airbus A320 da Germanwings nos Alpes franceses fez 150 mortos. O agravamento das condições meteorológicas pode atrasar operações de resgate dos corpos.

O Airbus A320 da companhia alemã Germanwings que se despenhou esta manhã, nos Alpes franceses, fazendo 150 vítimas, caiu numa zona "de neve, inacessível" a veículos, disse o secretário de Estado dos Transportes francês, Alian Vidalies. No Twitter, já circulam imagens das equipas de socorro que se preparam para partir para o local do acidente.

"O avião despenhou-se no maciço de Estrop. É uma zona de neve, inacessível para veículos, mas que pôde ser sobrevoada por helicópteros", disse Vidalies.

Segundo o responsável, "as condições meteorológicas não eram especialmente más" no momento do acidente e o avião não era especialmente antigo - era um Airbus que tinha entrado ao serviço em 1990. No entanto, para quarta-feira está prevista queda de neve na região, o que poderá dificultar a recuperação dos corpos.

O avião, que fazia a ligação entre Barcelona (Espanha) e Düsseldorf (Alemanha), despenhou-se perto da localidade de Barcelonnette, na região de Digne-les-Bains, no sul de França.

Segundo o secretário de Estado, os helicópteros que sobrevoaram o local conseguiram detetar restos da fuselagem e "alguns corpos".

Vidalies tinha confirmado anteriormente que "não há nenhum sobrevivente" do acidente.

Depois de as informações iniciais darem conta da presença a bordo de 148 pessoas, 142 passageiros e seis tripulantes, o presidente da companhia, Olivier Wagner, disse à televisão alemã n-tv que havia a bordo 150 pessoas, 144 passageiros e seis tripulantes. O El Mundo acrescenta que dos 144 passageiros, dois eram crianças de colo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG