Vaga de acidentes com carros de luxo na Ásia

Carros de luxo, altas velocidades e distrações a conduzir não são uma boa combinação. Esta semana pelo menos três acidentes, que envolveram mortos, aconteceram na China, Tailândia e Singapura, sublinha um artigo hoje publicado pelo 'ABC'.

Chaleo Yoovidahya, neto do fundador da Red Bull, atingiu um polícia com o seu Ferrari Spider 458 e fugiu. O herdeiro do império e de uma das maiores fortunas da Ásia, de 27 anos, escapou e foi seguido até à mansão onde vive em Banguecoque, capital da Tailândia.

Na quarta-feira, Ling Gu, filho de um dos mais importantes membros do Partido Comunista Chinês, morreu depois de ter um acidente no seu Ferrari Spider 458. O jovem viajava no carro de luxo com duas mulheres nuas, na China.

Neste vídeo, filmado em Singapura e colocado no Youtube, podem ver-se ainda dois táxis que param no semáforo de um cruzamento e quando a luz fica verde um carro Ferrari encarnado atravessa-se e abalroa o segundo táxi.

O crescimento económico desigual em países asiáticos proporcionou uma grande discrepância entre classes sociais e o aumento de produtos de luxo, tal como carros da marca Ferrari.

A razão apontada para estes acidentes que envolvem carros de luxo são, no entanto, negligência dos próprios condutores.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG