Tufão Bopha já fez 274 vítimas nas Filipinas

O número de mortes provocadas pela passagem do tufão Bopha, nas Filipinas, subiu hoje para 274 e centenas de pessoas continuam desaparecidas, informaram os serviços de proteção civil.

O tufão atingiu a ilha de Mindanao (sul) na terça-feira com rajadas de 210 quilómetros/hora que arrancaram centenas de árvores e destruíram milhares de habitações.

A tempestade provocou cheias e deslizamentos de terras, sobretudo junto das cidades de New Bataan e Monkayo, onde morreram pelo menos 253 pessoas, segundo o chefe da proteção civil, Benito Ramos.

Outras 21 pessoas morreram noutras partes de Mindanao e em outras ilhas, segundo o mesmo responsável.

Os ministros do Interior, Mar Roxas, e dos Assuntos Sociais, Corazon Soliman, deslocaram-se a Mindanao para acompanhar as operações de socorro e descreveram um cenário de devastação. "Não há praticamente nenhuma estrutura intacta", afirmou Roxas.

"Temos de trazer rapidamente para estas zonas sacos para recolher os cadáveres, medicamentos, roupas secas e sobretudo tendas, porque os sobreviventes estão sem teto", disse a ministra Soliman.

Segundo o chefe da proteção civil, 339 pessoas receberam tratamento a ferimentos e há 279 desaparecidos.

Cerca de 178.000 pessoas foram acolhidas em centros instalados em escolas, ginásios e outros edifícios governamentais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG