"Não há nenhum problema com portugueses"

Os portugueses neste momento na Tailândia, na sua esmagadora maioria turistas, estão bem e não se registaram quaisquer pedidos de apoio ou informação junto da representação diplomática nacional em Banguecoque, assegurou ao DN o secretário de Estado das Comunidades, José Cesário.

"Não há nenhum problema com os portugueses" na Tailândia, disse ao DN o secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, notando que a maioria são turistas e se encontram em locais não afetados diretamente pelos mais recentes desenvolvimentos políticos. Àqueles que se encontram na capital, Banguecoque, "mantemos a recomendação de cautela junto dos ajuntamentos" dos campos pró-governamental e da oposição, preferivelmente "evitá-los de todo".

Quanto "à comunidade residente, muito pequena, na ordem das poucas dezenas de pessoas, está bem preparada para o dia e dia", indicou José Cesário. Dispersos por "Banguecoque, pelo Norte e por algumas ilhas", os residentes nacionais "sabem como atuar" em circunstâncias como as atuais.

Claro "que vamos continuar a fazer o acompanhamento da situação", referiu o governante português, indicando que os turistas ou estrangeiros residentes na Tailândia "nunca foram visados" ao longo das sucessivas crises políticas vividas no país desde o golpe de Estado que afastou Thaksin Shinawatra do poder em setembro de 2006. "Este é um país onde não se cai, em regra, em situações extremas", considera José Cesário.

O secretário de Estado português recordou que, na Tailândia, só em regiões "muito distantes" no Sul, onde estão ativos grupos islamitas é que existe real perigo para estrangeiros e turistas, aconselhando as pessoas que se preparam para viajar a consultar o portal das Comunidades, onde consta informação de apoio.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG