Mulher violada por dois gangues na véspera de Natal

Dez homens estão detidos acusados de participarem em duas violações à mesma mulher, ocorridas na véspera de Natal. Ao que tudo indica, os dois casos, ocorridos com pouco tempo de intervalo, não estão relacionados.

A vítima, uma indiana de 21 anos, visitava amigos na região de Pondicherry (leste da Índia) quando foi sequestrada por três homens, tendo sido violada por um deles.

Após o crime, a jovem voltou para perto dos amigos, mas o grupo foi atacado por um gang que a puxou para o lado e a violou. Desta feita, foi sexualmente abusada por vários elementos do gang, noticia a BBC, citando fontes policiais.

Segundo a mesma fonte, o último suspeito nos crimes foi detido ontem. Todos terão confessado os crimes.

A primeira violação aconteceu quando a jovem ficou momentaneamente sozinha, após os amigos terem entrado numa casa. Nessa altura, segundo a superintendente Monika Bharadwaj, da polícia da cidade portuária de Karaikel, surgiram três homens que a sequestraram, tendo um deles forçado relações sexuais com a vítima.

Após a violação, ela conseguiu entrar em contacto com os amigos, que foram buscá-la. "Quando regressavam, um segundo grupo de homens atacou-os. Ela foi isolada e levada para um local seguro e aí foi violada seis vezes", descreve a mesma fonte, citada pela BBC.

Além dos dez detidos, dois agentes policiais foram suspensos por inicialmente se terem recusado a aceitar a queixa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG