Morre o panda mais velho do mundo

Ming Ming morreu no passado dia 7, com 34 anos de idade, num parque natural chinês.

Ming Ming, panda fêmea viveu muita para além da média de vida da sua espécie, que raramente ultrapassa os 22 anos em cativeiro ou 15 anos na vida selvagem. O panda gigante teria o equivalente a 108 anos em idade humana e a sua morte foi fruto da longa idade, depois de uma paragem renal.

O animal vivia desde 1998 no Xiangjiang Wild Animal World, na província chinesa de Guangdong, mas fez várias viagens a zoos estrangeiros durante a sua vida. Numa dessas visitas causou um pequeno incidente diplomático, no jardim zoológico de Londres, em 1991, depois de lutar com o panda macho do zoo de Berlim Bao Bao, com o qual era suposto criar descendência.

Os pandas gigantes estão entre as espécies mais ameaçadas do mundo, estimando-se que existam cerca de 1600 em estado selvagem e 300 em cativeiro. Os parques naturais chineses têm desenvolvido um programa especial com o objectivo de aumentar a população desta espécie em risco.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG