Mau tempo impede observações de "nova pista"

Céu muito nublado impediu a realização das primeiras observações aéreas à zona onde um satélite detetou dois objetos, um deles com 24 metros de comprimento, que poderão ser do voo MH370 que desapareceu há duas semanas.

Quatro aviões da Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos da América sobrevoaram esta quinta-feira à noite uma área de 23 mil km2 a 2500 quilómetros de Perth (Austrália Ocidental), mas as observações foram prejudicadas pelas nuvens baixas na zona e não conseguiram detetar nada.

"As condições meteorológicas eram difíceis e não conseguimos ver nada de significativo", lamentou o tenente Chris Birrer da Real Força Aérea Australiana no regresso da missão.

Os aviões tentaram observar a zona onde foram assinalados por um satélite australiano dois objetos, um deles com 24 metros de comprimento, que poderão ser os destroços do voo MH370 da Malasya Airlines que desapareceu há duas semanas com 239 pessoas a bordo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG