Maré negra atinge praias do leste da Tailândia

Várias praias do leste da Tailândia estavam hoje cobertas por uma espessa camada de petróleo depois do derrame de cerca de 50 toneladas ocorrido no fim de semana, informaram as autoridades tailandesas.

Cerca de 300 trabalhadores e voluntários foram mobilizados para as praias da ilha de Samed, na província de Rayong, para retirar os restos de petróleo da areia branca.

Uma mancha de, pelo menos, 300 metros de largura afetou a baía de Prao, na ilha de Samed, segundo o governador da província de Rayong, Supeepat Chongpanish.

Cerca de dez embarcações da Marinha tailandesa estão a 20 quilómetros da costa de Rayong, no leste da Tailândia, a desenvolver tarefas de limpeza depois de um oleoduto marinho da empresa estatal PTT ter derramado cerca de 50 toneladas de petróleo para o mar no sábado.

A associação local Alerta Ecológico e Recuperação da Tailândia manifestou a sua preocupação com o incidente, receando que este tenha um "impacto grave sobre o ambiente marinho" da região, segundo o diário Bangkok Post.

A mancha, com cerca de 800 metros de largura e 2,5 quilómetros de extensão, já foi limpa em 70 por cento, segundo as autoridades tailandesas.

A petrolífera indicou que os seus trabalhadores trataram de fechar as válvulas do oleoduto para deter a fuga de petróleo e que fez tudo o que era possível para conter a maré negra, mas reconheceu que parte do petróleo derramado poderá alcançar a praia de Mae Ramphung, um das principais atrações turísticas da região.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG