Índia recorda jovem que foi vítima de violação

A Índia recordará e honrará hoje uma jovem de 23 anos, que foi violada há um ano em Nova Deli e morreu dias depois, num caso que emocionou o país.

Exatamente um ano após a violação e tortura de uma jovem estudante de fisioterapia de 23 anos, por seis homens num autocarro a caminho de Nova Deli, a Índia recorda esses acontecimentos com vários eventos em todo o país.

Várias ONGs e grupos artísticos locais estão a organizar obras teatrais e exposições fotográficas sobre questões relacionadas com a jovem, segundo a agência Efe.

A força aérea organizou uma jornada no mercado Dilli Haat com a participação de diversos artistas e que contará com a presença de estudantes de institutos e universidades. Pequenas vigílias em memória da jovem serão realizadas em várias cidades indianas.

A estudante de 23 anos, violada a 16 de dezembro de 2012, morreu 13 dias depois, num hospital de Singapura, não resistindo aos ferimentos graves. O caso desta violação coletiva gerou protestos na Índia, obrigando as autoridades a alterar a legislação sobre violação e agressões sexuais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG