Dois dos acusados da violação vão declarar-se inocentes

Dois dos acusados da violação de uma jovem de 23 anos, que morreu após a agressão, vão declarar-se inocentes, anunciou hoje o advogado dos homens à agência noticiosa francesa AFP.

"Eles vão declarar-se inocentes de todas as acusações. Até agora, nada foi provado", declarou o advogado dos dois homens, M.L. Sharma.

Os dois suspeitos representados por este advogado são o irmão do motorista do autocarro, Mukesh Singh, e um operário, Akshay Thakur.

Seis pessoas, um dos quais menor de idade, foram presos depois do ataque contra uma jovem e o namorado num autocarro, em Nova Deli, a 16 de dezembro.

A jovem morreu a 28 de dezembro, num hospital de Singapura, devido aos ferimentos causados durante a agressão.

Os cinco adultos serão julgados pelos crimes de sequestro, violação e homicídio.

Os cinco acusados, com idades entre os 19 e 35 anos, compareceram na segunda-feira pela primeira vez diante de um juiz num tribunal de Nova Deli e o magistrado fez a leitura das acusações à porta fechada.

A próxima audiência foi marcada para quinta-feira.

O sexto presumível implicado na violação tem 17 anos, pelo que se encontra detido num centro para menores.

Normalmente, na Índia, os arguidos comparecem em tribunal muitos meses depois de os factos terem acontecido, mas, neste caso, o processo foi acelerado.

O caso desencadeou várias manifestações de protesto e um debate sobre a violência contra as mulheres e a apatia da justiça e da polícia perante estes crimes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG