Doente mental preso numa jaula há 11 anos pela família

Um chinês que sofre de doença mental está preso há 11 anos numa jaula pela família depois de ter espancado até à morte um adolescente, noticiou ontem um jornal chinês, que publicou mesmo fotos do homem enclausurado.

Aos 42 anos, Wu Yuanhong é mostrado na reportagem sentado em cobertores, com os pés amarrados com uma corrente e em roupa interior.

Este homem, a quem foi diagnosticada esquizofrenia aos 15 anos, espancou até à morte um adolescente de 13 anos em 2001, segundo o jornal Xinxi Ribao.

No ano seguinte, as autoridades da província de Jiangxi libertaram Wu, pois considereram que não era responsável pelos seus atos devido à doença, adianta o mesmo jornal.

Wu foi então algemado, mas quando passeava pelas ruas da sua cidade, Ruichang, as pessoas assustavam-se, o que levou a sua mãe a construir uma primeira jaula, de onde conseguiu escapar.

A família construiu então uma estrutura mais sólida. "O meu filho pode ser muito louco e bater em alguém até à morte, mas colocá-lo dentro de uma jaula foi muito difícil para mim, foi como ser esfaqueada", contou a sua mãe, Wang Muxiang, ao jornal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG