Detidos suspeitos de planear atentado contra embaixada

A polícia indonésia deteve hoje 11 presumíveis terroristas suspeitos de planearem ataques contra a embaixada dos Estados Unidos em Jacarta e outras representações diplomáticas, informou um porta-voz.

"Os objetivos do grupo eram atacar a embaixada dos Estados Unidos em Jacarta e o consulado-geral (norte-americano) na cidade javanesa de Surabaya", disse à imprensa o porta-voz da polícia nacional indonésia, Suhardi Alius.

O grupo tinha também escolhido como alvo um edifício próximo da embaixada australiana em Jacarta que acolhe os escritórios do gigante de minérios norte-americano Freeport-McMoRan, segundo o porta-voz.

A polícia antiterrorista fez as 11 detenções em Jacarta e outras três cidades da ilha de Java. Os suspeitos pertencem a uma organização nova, conhecida como Hasmi.

Durante a operação, a polícia apreendeu explosivos e um manual sobre o fabrico de bombas numa casa na cidade de Madiun, no leste de Java, e mais explosivos em residências em Solo, no centro da ilha, e em Bogor, nos arredores da capital, disse.

A Indonésia foi palco na última década de vários grandes atentados terroristas atribuídos à Jemaah Islamiyah, uma organização ligada à rede terrorista Al-Qaida.

Entre esses atentados, o mais mortífero foi o perpetrado em Bali em 2002, que matou mais de 200 pessoas, na sua maioria turistas estrangeiros.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG